Loja | Kenji Fukuda

A consciência de ancestralidade é sem dúvida um componente expressivo na obra de Kenji Fukuda. Não só pela linguagem coincidente com que ele se liga à tradição oriental da pintura, como pela indagação explícita que tem registrado em depoimentos, a respeito da linguagem de sua arte. (...) Fukuda é uma revelação dentro da linha dos pintores japoneses instalados no Brasil e mesmo dos nipo-brasileiros. Ombreia-se em virtuosismo técnico, em domínio da matéria, da invenção de claridades e transparências, aos maiores mestres desta família pictórica em nosso país. Mas apresenta mais: um relance de raiz tecnológico, uma invasão semafórica, uma leveza que transcende a natureza da matéria, sem trair sua condição de memória terrestre. Nosso olhar passeia por estes quadros e o prazer é permanentemente renovado, como se os organismos que Fukuda oferece à nossa contemplação encarnassem uma onda comovente de desejo, derramando sobre a dimensão palpável do real um gesto de silenciosa paixão. (...) Para Fukuda, pelo que se sabe, a paisagem foi fundamental, a despeito das coisas, detalhes e elementos móveis, que não deixam de ser pruridos da paisagem. Mas é com certeza na conquista da essência, da alma silenciosa da paisagem, que ele concentrou seu fervor.